O papel da governança trabalhista para a sustentabilidade empresarial

O papel da governança trabalhista para a sustentabilidade empresarial

A governança trabalhista é um meio eficiente de gerir as relações de trabalho, aumentar a eficiência das empresas e garantir a sua sustentabilidade. A gestão, as estratégias, perspectivas e desafios das relações de trabalho no cenário da Governança serão discutidos durante o 2º Seminário de Governança Trabalhista, promovido pelo Instituto Brasileiro de Governança Trabalhista (IBGTr), no dia 10 de novembro, na EBS Business School. Conversamos com Danielle Vicentini Artigas, presidente do IBGTr:

Qual a importância de se discutir a governança trabalhista nos dias de hoje?

Não há crescimento sustentável sem governança trabalhista, e há muito já se ultrapassou o conceito de que apenas os atos contábeis de uma empresa devem ser submetidos a rigorosos controles internos e de transparência. Hoje, as relações de trabalho dentro de uma empresa devem ser tão monitoradas e geridas quanto qualquer operação contábil sob a pena de não se manterem saudáveis as estruturas de uma empresa a fim de lhe garantir sua sustentabilidade.

Como o IBGTr pode ajudar as empresas?

O IBGTr pode ajudar as empresas a discutir e disseminar a Governança Trabalhista  por meio de eventos, seminário, encontros e cursos in company, propiciando que recebam conteúdo e ao mesmo tempo façam um benchmarking com as demais empresas do mesmo ramo ou até mesmo de seguimentos distintos. O Instituto está antenado a todas as novidades legislativas e de gestão e tende a discutir estes assuntos de uma forma inovadora e com conteúdo.

 

Como a governança trabalhista pode melhorar a competitividade e garantir a sustentabilidade de uma empresa?

Qualquer empresa que tenha uma gestão de riscos eficiente possui alicerce para competir. No entanto, a gestão de riscos deve obrigatoriamente incluir a área trabalhista dentro do conceito de governança, com vários pilares de gestão da empresa coordenados entre si e com fluxos de comunicação bem definidos e sempre em prática.

Quais assuntos serão discutidos no seminário?

Especialistas em governança trabalhista, como o professor da FGV-Rio, Luiz Guilherme Migliora; o conselheiro da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Paraná (ABRH-PR), Edmar Gualberto e o advogado trabalhista Luis Fernanco Cavalari Faller, associado do escritório Becker Direito Empresarial, além de gestores da área jurídica e de recursos humanos de empresas como Renault do Brasil, Aker Soluctions, ThyssenKrupp Elevadores e Paraná Banco trocarão experiências sobre gestão estratégica do passivo trabalhista, reforma trabalhista e o RH como protagonista de resultadosA programação completa, bem como o currículo dos palestrantes, está disponível no site www.ibgtr.com.br.

 

Posted in Artigos, Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *